Foto: Divulgação Santo Antônio FC


Um novo time surge na baixada cuiabana. O Santo Antônio Futebol Clube, fundado no início de 2020, aparece como postulante às disputas das competições de base e profissional no estado de Mato Grosso.

Liderado pelo Sargento João Benedito, da UNIFORT, militante na área do esporte na cidade de Leverger, o Santo Antônio chega com o intuito de lapidar e revelar talentos regionais, para serem inseridos no mercado nacional.

“A ideia surgiu depois de muitos anos militando no esporte aqui em Santo Antônio, apoiando os times amadores, no futebol, handebol, basquete, vôlei, atletismo e futevôlei. Percebemos uma necessidade de ter retorno financeiro, porque amador só tira dinheiro e não recoloca. A gente começou a pensar numa coisa profissional, até porque Santo Antônio tem um grande celeiro de atletas, principalmente no ramo do futebol. Saíram da Escolinha Boa Semente, dos times amadores e foram para o mercado nacional sem nenhum lucro financeiro para quem os revelou. Esse projeto vem de encontro com esse tipo de experiência. Vimos a necessidade de federar o time na CBF e FMF, porque só federando poderemos ter retorno financeiro para ser um time formador”, disse o presidente do Santo Antônio Futebol Clube, Sargento João Benedito, ao Olhar Esportivo.

Administrativamente, o clube está bem encaminhado, faltando poucos passos para ser ativado profissionalmente. Além disso, o clube pretende disputar a possível Segunda Divisão de 2020 e demais competições da Federação Mato-grossense de Futebol.

“A questão administrativa está 99% concluída, temos alvará de funcionamento, CNPJ, endereço fixo, a marca Santo Antônio Futebol Clube e falta apenas a autorização das entidades, para que a gente possa disputar os campeonatos da Federação, tanto na base, quanto no profissional, claro, buscando priorizar a prata da casa. De acordo com as necessidades em alguns pontos, talvez a gente faça contratações de jogadores de fora, mais experientes. Não queremos formar um time 30 dias antes de um campeonato para jogar, a ideia é criar o jovem, lapidar e inserir no mercado do futebol, dando oportunidades”, pontuou o presidente.

Segunda Divisão é uma das prioridades da FMF para acontecer ainda em 2020

Através de uma parceria com a Associação dos Moradores do bairro Marechal Rondon, o clube investiu no campo para treinamento, em que teve melhorias e segue com a manutenção, para que seja de uso da equipe e da comunidade de Santo Antônio do Leverger.

“Com apenas três meses de formação, o time já tem micro-ônibus, materiais de treinos e local para as atividades. O campo Marechal Rondon pertence a Associação dos Moradores, mas o Sargento João Benedito fez uma parceria com a presidente do bairro, entrou com a reforma de alambrado, pintura da arquibancada e substituição das traves. Está sendo feita a construção dos vestiários, tanto para uso da comunidade, quanto para o clube. Tem também uma área em que a gente realiza os trabalhos físicos, a Arena JB. São duas quadras de areia e um espaço com grama. A Sede Social do clube está perto da conclusão, que é ao lado da Arena JB, onde fica a parte administrativa”, afirmou o gerente de futebol, Yuri Calixto.

O Santo Antônio FC conta com atletas locais nas categorias sub-17, sub-19 e profissional, que estavam em treinamento presencial antes da pandemia, mas agora realizam atividades online.

CBF publica calendário das competições profissionais de 2020 com encerramento em 2021

Por: Pedro Lima / da Redação


Divulgação Santo Antônio FC

Divulgação Santo Antônio FC