Foto: Christiano Antonucci/Secom


Com uma pista de atletismo de padrão internacional, o Centro Olímpico de Treinamento da Universidade Federal de Mato Grosso (COT UFMT) foi entregue pelo Governo do Estado há menos de um mês e, como era de se esperar, já traz boas expectativas para o desenvolvimento do esporte mato-grossense.

O investimento do Governo do Estado no complexo esportivo - remanescente da Copa do Mundo de 2014 e concluída pela atual gestão - foi de R$ 17,1 milhões.  Além da pista de atletismo, o COT UFMT possui um campo de futebol e uma arquibancada com capacidade para receber até 1.500 pessoas. O equipamento é composto ainda por vestiários climatizados - com espaços para aquecimento dos atletas, comissão técnica e apoio médico, banheiros, auditório e salas para aula e suporte às atividades. 

Para garantir que o complexo esportivo faça parte de políticas públicas de melhorias do cenário esportivo em Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) busca formas de contribuir com a gestão do espaço que hoje é feita pelo Departamento de Educação Física da UFMT.

“O COT conta com a estrutura adequada para a formação e consolidação de várias modalidades esportivas, especialmente do atletismo. Cabe à Secel ajudar a encontrar formas de que esse investimento público ajude a fortalecer o esporte de rendimento melhorando os resultados de nossos atletas e paratletas, a promover eventos esportivos e a fomentar o esporte educacional”, esclarece o secretário da Secel, Allan Kardec.  

Atualmente, o termo de uso da pista prevê sua utilização por atletas federados a um clube mato-grossense e que esteja classificado até a 20ª colocação no ranking Centro-Oeste de Atletismo. Também é necessário que o clube informe antecipadamente os nomes dos atletas e o cronograma de treinos contendo dias e horários à Faculdade de Educação Física da instituição federal. 

Dentre as normas de utilização foram ainda determinadas condições que visam a preservação da pista, como uso de calçados apropriados para a prática de atletismo, limitações de exercícios com sapatilhas, rodízio diário das raias e necessidade de acompanhamento técnico durante os treinos. 

De acordo com o secretário adjunto de Esportes e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves, há tratativas em andamento com a UFMT e com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), pasta responsável pela retomada da obra, para definições sobre o papel do Estado no gerenciamento das atividades no local.

“Estamos em fase de diálogo, ajustando as determinações para atender melhor a comunidade esportiva. Entendemos que o investimento feito pelo Estado precisa retornar para a população, nesse caso, facilitando e assegurando o direito aos benefícios trazidos pelo esporte”, relata Jefferson.

Enquanto aguarda as decisões conjuntas, a atuação da Secel obteve junto à UFMT algumas liberações para treinamento no espaço, como a do atleta paralímpico Joenil Rosa de Barros. Ele utiliza a pista do COT UFMT para treinamento às terças, quartas e quintas-feiras e, segundo ele, a estrutura é fundamental para os resultados em esportes de alto rendimento. 

“Treinar ali melhorou 100% no meu rendimento pelo fato de treinar em uma excelente pista e quando chego em uma competição consigo competir de igual com os outros atletas”, avalia Joenil. Competindo em cadeira de rodas, o paratleta foi recentemente campeão nas provas de 100, 200 e 400m na Etapa Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). 

Além das liberações específicas, a equipe da Secel considera importante que os atletas com registros na Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) possam utilizar o complexo esportivo para treinos. “Sabemos que é um anseio dos atletas mato-grossenses, afinal treinos em centros de excelência são fundamentais para garantir bons resultados em competições. Partindo do princípio de que as normas para preservar a pista e todo o patrimônio serão seguidas, queremos que o COT UFMT cumpra sua missão de propiciar condições para o desenvolvimento de talentos e do esporte em geral”, finaliza o adjunto da Secel.

Por: Da Redação com Secel - MT


Joenil foi campeão nos 100, 200 e 400m do Circuito Brasil de atletismo no início do mês / Créditos: Divulgação