Foto: Divulgação


O Campeonato é iniciativa de um grupo de esportistas de Cuiabá (MT) que estão encabeçando a criação da Federação de Mato Grosso e tem como finalidade ajudar com uma premiação, além de oportunizar os atletas alcançarem novos rumos no esporte.

Já ouviu falar em campeonato digital de skate? Essa é a novidade que chegou em Cuiabá e promete revolucionar o esporte no estado para outro rumo. 

O Video Parte é uma modalidade que já existe há algum tempo, mas que vem ganhando mais presença com a pandemia do novo coronavírus e a necessidade de evitar eventos com aglomerações.

Em Mato Grosso, a modalidade chega com força, devido a um grupo de amantes do esporte, sedentos para que a prática se torne profissional. Juntos, eles buscam fundar a Federação Mato-grossense de Skate.

Conforme os organizadores do campeonato, o objetivo além de divulgar a modalidade no Estado, já que nacionalmente é muito conhecida, é também fortalecer a federação esportiva e premiar os participantes que vencerem a competição com um valor de R$ 1.000, por categoria, sendo elas feminino, amador e iniciante.

As regras do campeonato são claras, tudo acontece de forma online. Os participantes gravam vídeos realizando as manobras e enviando até 30 de setembro. Haverá um corpo de juízes que são atletas profissionais que vão analisar os vídeos e escolher os vencedores.

O lançamento foi realizado no fim do mês passado. Para mais informações sigam a página oficial no instagram @skatematogrosso.

FEDERAÇÃO

Conforme Jonathan Timm, atleta veterano, o objetivo da fundação de uma federação é estar com tudo legalizado para que os profissionais tenham a oportunidade de receber apoio do bolsa atleta por um período de 12 meses e sem essa federação isso não é possível.

“A federação preencherá uma lacuna na estrutura da administração desportiva do skate. Atualmente existem as associações municipais de skate no estado de Mato Grosso e nacionalmente existe a confederação brasileira de skate, inexistindo uma federação da categoria no Estado. Essa deficiência impede a efetiva administração desportiva da classe skatista, privando os atletas mato-grossenses de acessar os programas de incentivo a prática do esporte. E por outro lado a federação tem importante papel a desempenhar com programa de desenvolvimento associativo municipal”, Explicou Jonathan TIMM, atleta veterano de Cuiabá.

Por: Da Redação


Divulgação