Foto: Olhar Esportivo


Após passar por uma Inspeção Correcional do Superior Tribunal de Justiça Desportiva no início do mês, o Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso – TJD/MT sofreu na última sexta-feira (30) intervenção do STJD. A partir de agora, todas as ações penais constatadas em súmulas dos jogos em Mato Grosso serão apreciadas pelo órgão maior da jurisprudência do futebol brasileiro.

No ofício expedido a FMF nesta tarde, o STJD também informa que estará nomeando o Dr. João Bosco de Luz Morais como interventor do STJD, além de solicitar que o TJD encaminhe a partir desta data, todos os processos em tramitação e pendentes de julgamento, pelas Comissões Disciplinares e pelo Pleno.

“Estiveram aqui em Cuiabá nos dias 13 e 14 de agosto, levantaram vários processos, viram o funcionamento do TJD e decidiram fazer essa intervenção. A partir de hoje quem responde por processos referentes a campeonatos, multas, etc, aqui em Mato Grosso, é o STJD. Não deve ser uma intervenção demorada, até que se forme um novo Tribunal”, disse o Diretor de Competições da FMF, Diogo Carvalho.

Logo após a decisão do STJD, o até então presidente do TJD-MT, Jorge Luiz Miraglia Jaudy, anunciou a sua renúncia do cargo. No protocolo de ofício, o ex-presidente afirmou que foi pego de surpresa com a intervenção, motivada pela demora do julgamento do Mandado de garantia n. 26/2019, no qual já havia declarado o seu impedimento. Além disso, viu a decisão de forma completamente injustificada.

 

Por: Da Redação