Foto: Assessoria FMF


Na sexta-feira(28), a diretoria do União Esporte Clube entrou pedido de afastamento do presidente da FMF, Aron Dresch, por não autorizar o registro de atletas no Estadual Sub-19.

O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso – TJD-MT, emitiu um despacho assinado pelo Auditor Renato Perboyre Bonilha, determinando que o presidente da FMF cumprisse imediatamente a liminar para registro dos atletas, sob pena de seu afastamento pelo prazo de 120 dias e multa de R$ 80 mil em caso de descumprimento.

Nesta terça-feira(02), o STJD expediu mandado de garantia com pedido de liminar, deferindo a decisão do Auditor Renato Bonilha como ilegal e abusiva, já que determinou o afastamento imediato do presidente antes mesmo do oferecimento de denúncia, do recebimento da mesma e da oportunidade de defesa.

Intimando o impetrante e oficializando as entidades locais envolvidas, a liminar reivindicada foi deferida no sentido de sustar os efeitos do TJD-MT neste caso até o julgamento final deste processo e até que seja homologada as questões trabalhistas com o TRT-RJ.

SUB-19

União e Cuiabá estão na decisão da competição regional. O primeiro jogo será no próximo sábado(06), às 15h no CT do Cuiabá, e o jogo decisivo no dia 13, às 18h no Luthero Lopes.

Os dois finalistas garantiram as vagas na Copa São Paulo de Futebol Júnior, que começa em janeiro de 2020. O campeão será credenciado para a Copa do Brasil Sub-20.

 

Por: Da Redação