Foto: Técnico Allan Aal conquista acesso com o Cuiabá para a Série A - AssCom Dourado


O Cuiabá conquistou o inédito acesso para a Série A do Campeonato Brasileiro. Com 61 pontos, sendo 17 vitórias, 10 empates e 10 derrotas, além de uma rodada de antecedência, o Dourado carimbou a vaga após tropeço do rival CSA-AL na 37ª rodada, com empate em 1 a 1 diante do Brasil de Pelotas-RS. No comando de Aal, o Dourado acumulou sete vitórias, três empates e sete derrotas.

“Temos que comemorar, temos que sorrir, porque o nosso acesso não foi conquistado hoje, foi conquistado durante toda a competição, ganhando de equipes que brigavam pelo G6, tendo competência e qualidade para vencer. Estamos em uma história positiva do Cuiabá, levando para uma Série A, coisa que não acontecia há 35 anos no estado de Mato Grosso”, disse o técnico do acesso, Allan Aal.

Porém, o Cuiabá acabou perdendo o penúltimo jogo da competição para o Sampaio Corrêa, por 3 a 1, dentro da Arena Pantanal. Fato em que o técnico minimiza, pela notícia do acesso ter chegado em cima da hora do jogo.

“Foi uma situação inusitada, ficamos sabendo do acesso antes de começar o jogo, é normal que haja um relaxamento, uma descontração. Mas, nada disso tinha o brilho, a qualidade do trabalho, e a entrega desses jogadores que fizeram por merecer e colocaram o Cuiabá na Série A. Se Deus quiser o Cuiabá cada vez mais vai se fortificar, se solidificar e ficar entre os grandes clubes do futebol brasileiro”, disse após o revés na Arena Pantanal.

Segundo Allan Aal, um dos fatores fundamentais para a ascensão, foi a recuperação em conjunto da confiança do elenco, com um trabalho árduo da comissão técnica. Após ser demitido do Paraná durante a Série B, o treinador chegou ao Dourado pouco depois, no dia 15 de novembro. 

“Foi um trabalho difícil, à custa de muita concentração, de muito empenho da comissão técnica. Passamos alguns momentos ruins, até mesmo antes de eu chegar, de derrotas consecutivas, conseguimos recuperar o grupo, fazer um trabalho juntamente com a comissão, com os atletas, de confiar, de acreditar, e o resultado apareceu, graças a Deus”, pontuou.

Mesmo faltando uma rodada para o término da Série B e a estreia na Copa Verde – Edição 2020 na próxima segunda-feira, em jogo único contra a Aparecidense na Arena Pantanal, o técnico diz que é momento de comemorar, pois o objetivo foi cumprido.

“Agora é hora de por tudo para fora, temos que comemorar, missão cumprida. A gente sabe da dificuldade, não é para qualquer um, ainda mais com uma rodada de antecedência. O torcedor mais do que ninguém merece isso, nos apoiou, nos incentivou, mesmo que virtualmente a maior parte do tempo. Recepcionou a gente de uma maneira que poucas vezes eu vi acontecer, ficamos felizes”, valorizou.

Por fim, o técnico do tão sonhado acesso fez questão de agradecer a família pelo incentivo e já sonha com a Arena Pantanal lotada na primeira divisão nacional.

“Quero mandar um abraço para a minha família, compartilhar com eles essa conquista, a gente abre mão de muita coisa, se entrega, se dedica de corpo e alma. Quando o resultado vem, nada mais importante que compartilhar com as pessoas que a gente ama, com a torcida. Logo em breve a nossa Arena vai estar lotada para a estreia na Série A do Brasileiro. Isso é orgulho para todos nós, temos que bater no peito, estamos na primeira”, finalizou.

Por: Pedro Lima / Da Redação