Foto: Márcio Cabral, novo diretor de futebol do União - Divulgação Bom de Bola Bom de Escola


O União contratou novo diretor de futebol para a função que estava vaga no Colorado desde a dispensa do ex-diretor Rodrigo Lima, que foi noticiada no dia 11 de fevereiro pelo Olhar Esportivo.

Chegará para a função Márcio Cabral, 57 anos, formado em educação física com vasta experiência como gerente de futebol durante oito anos nas categorias de base do São Paulo Futebol Clube, que também foi coordenador do Comitê Estadual Giochi Della Giuventu, em seis anos na década de 90 na Itália, e recentemente era gerente esportivo do Instituto IDEAES, que promove o Bom de Bola Bom de Escola junto à Prefeitura de Cuiabá.

“Márcio Cabral a gente conhece há um curto espaço de tempo, mas ouvimos falar muito bem dele, estivemos conversando nas últimas semanas, contato em Cuiabá, é uma pessoa que tem uma experiência, de trabalhar na gerência das categorias de base do São Paulo por um bom tempo, depois esteve no Sinop, mas acima de tudo, uma pessoa de caráter, bem quista no meio do esporte, do futebol, de grande conhecimento. Na nossa necessidade de um diretor de futebol, nós encontramos e achamos que é uma pessoa que atende o clube, vai nos ajudar no futuro”, disse o presidente do União, Edicarlos Olegini.

A princípio, a apresentação do diretor estava agendada para a semana que vem, porém, com as atividades suspensas no União, tanto das competições futebolísticas, esse anúncio teve que ser adiado, aguardando novas decisões das autoridades.

“Mas agora estamos vivendo esse momento único no futebol, momento chato, porque não esperávamos isso, não só no futebol, em todas as esferas e os meios. O mundo está parado, o Brasil está parado, Mato Grosso parou, por conta dessa pandemia. Então como a gente não sabe, quando é, e como será o retorno das atividades cotidianas e também no futebol, a apresentação dele que estava prevista para a próxima semana, e o início dos seus trabalhos aqui em Rondonópolis, a gente acaba suspendendo, assim como todas as atividades do clube estão suspensas”, explicou o presidente do Colorado.

Na última quarta-feira (18), a FMF reviu a posição diante da continuidade do Campeonato Mato-grossense com portões fechados e decidiu paralisar completamente o Estadual, por tempo indeterminado.

Este fato obrigou as equipes paralisarem também os treinamentos e liberarem seus atletas e maioria dos funcionários para suas respectivas residências, em combate à propagação do coronavírus.

“Hoje o clube está praticamente fechado, uma ou duas pessoas trabalhando na manutenção e os outros dispensados. Esse é o momento das nossas vidas, temos que dar essa parcela de colaboração com a saúde também e aguardar para ver como serão os próximos capítulos”, completou Edicarlos.

O União se classificou na terceira colocação da primeira fase e está credenciado para enfrentar o Poconé nas quartas de final do Mato-grossense 2020. Ainda neste ano, o Colorado terá a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro pela frente.

Nas próximas semanas, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deverá se pronunciar e orientar suas respectivas federações estaduais para às devidas atitudes no futebol nacional, levando em conta a nova crise enfrentada pela saúde mundial.

Por: Pedro Lima / da Redação