Cuiabá,

quinta-feira, 18

de 

abril

 de 

2024
.

Palmeiras 0 x 1 Corinthians – Lateral vira heroi e acaba com invencibilidade do Verdão!

Vitória recoloca Timão na briga por vaga no mata-mata do Paulista, mas não tira Palmeiras da liderança


São Paulo, SP, 06 (AFI) – Palmeiras e Corinthians fizeram um clássico dos mais burocráticos no Pacaembu até os 35 minutos do segundo tempo. Em sua 999ª partida no estádio paulistano, o Verdão pressionou e até criou boas oportunidades contra o fragilizado rival (ainda com a cabeça na eliminação da Libertadores), mas parou em grande atuação de Júlio César e tomou o castigo nos minutos finais. Com gol de Alessandro, o Timão acabou com a invencibilidade rival e venceu por 1 a 0, neste domingo, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Pelo jeito, os desfalques de Roberto Carlos, Ronaldo e Dentinho não fizeram tanta falta…


Agora com 16 pontos, o Palmeiras está um ponto a frente do Santos, mas mesmo assim não corre risco de cair na tabela de classificação. Por outro lado, o Corinthians demonstra reação em seu primeiro jogo logo depois da derrota para o Deportes Tolima, que o tirou da Libertadores. Agora com nove pontos, o time de Tite segue invicto e coloca no G8.


Clássico não é com o Verdão…
De ruim, portanto, apenas o jejum do Palmeiras em clássicos contra o Corinthians. A última vitória foi em 26 de julho de 2009, quando Obina fez os três na vitória por 3 a 0. Desde então, cinco partidas, com três derrotas e dois empates.


O técnico Luiz Felipe Scolari também não sabe o que é vencer clássico desde que voltou ao Brasil. Perdeu três, sendo duas para o Timão e uma para o São Paulo, e empatou contra o Santos. Com Felipão no comando, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1 pelo Brasileirão, mas o técnico estava nas arquibancadas. Quem comandou o time foi o auxiliar, Flávio Murtosa.


Pressão verde!
O primeiro tempo foi bastante movimentado. O Palmeiras criou as melhores chances de abrir o placar, mas parou em boas defesas do goleiro Júlio César. O Corinthians, por sua vez, criou somente uma boa chance de gol, mas Jucilei parou em defesa de Marcos. No mais, o Timão ficou na retaguarda e se não fosse pelo seu goleiro, certamente teria ido para o intervalo com mais uma derrota parcial,


A pressão palmeirense teve início logo aos três minutos. Kléber ajeitou e Tinga chutou forte da entrada da área, mas o goleiro Júlio César fez importante defesa e evito o gol palmeirense. Dois minutos depois, o Timão teve sua única oportunidade. Jucilei recebeu passe e ficou de frente para o gol do Palmeiras, mas o arremate parou em defesa de Marcos.


Após isso, o Palmeiras pressionou muito. Aos 19, Cicinho recebeu dentro da área, driblou o defensor e chutou cruzado. A bola saiu à direita de Júlio César. Aos 24, Marcos Assunção cobrou falta do lado esquerdo e Kléber desviou de cabeça. Júlio César defendeu no reflexo. No lance seguinte, Maurício Ramos recebue sozinho dentro da área, passou por Júlio César e, com o gol livre, conseguiu errar e a bola foi pela linha de fundo. A torcida do Palmeiras não acreditou no que viu.


O Palmeiras ainda teve mais três excelentes chances. Aos 31, Marcos Assunção recebeu de Kléber e chutou da intermediária. A bola passou por cima do gol corintiano. Aos 46, Kléber recebeu na entrada da área, driblou Alessandro e chutou rasteiro. O goleiro corintiano fez linda defesa e novamente evitou a abertura do placar. Depois de dois minutos, Marcos Assunção cobrou falta com perfeição e o goleiro do Timão salvou de novo.


Gol salvador!
No segundo tempo, os times voltaram do intervalo com uma postura mais respeitadora. O Corinthians arrumou os erros apresentados na primeira etapa, enquanto que o Palmeiras não conseguiu, mesmo com chances. Aos cinco minutos, Dinei ficou com a bola pelo lado esquerdo do ataque e chutou forte. A bola passou ao lado do gol de Júlio César.


O lance polêmico do jogo ficou por conta dos 23. Assunção lançou para Kléber, que dominou, driblou Júlio César e chutou. O árbitro assinalou impedimento erradamente do palmeirense. Aos 27, Adriano recebeu pela direita, driblou Marcelo Oliveira e cruzou. Kléber se esticou, mas o desvio não foi suficiente para ir no gol corintiano,


Quando jogo se encaminhava para o empate, o Corinthians chegou pela primeira vez no segundo tempo e fez o gol da vitória. Aos 37, Alessandro tabelou com Morais, recebeu de frente para Marcos e tocou para abrir o placar: 1 a 0. Aos 41, Kléber ficou com a sobra dentro da área, dominou e chutou. Júlio César fez linda defesa e evitou o empate.


O goleiro corintiano ainda contou com a sorte e garantiu a vitória. Aos 45, Marcos Assunção cobrou falta e a bola acertou a rede em cima do gol de Júlio César. Aos 47, Kléber chutou à queima roupa e Júlio César defendeu. No rebote, Max cabeceou e a bola acertou no travessão, nas costas de Chicão e ficou com Júlio César de novo.


Próximos Jogos!
O Palmeiras volta a campo no próximo sábado, à s 19h30, quando encara o Americana, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, pela oitava rodada. Antes, na quarta-feira, à s 22 horas, o Corinthians joga diante do Ituano, no mesmo local, mas em jogo atrasado pela sexta rodada, pois estava em disputa pela pré-Libertadores.


FICHA TÉCNICA


Palmeiras 0 x 1 Corinthians


Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Assistentes: Rafael Ferreira da Silva e Maiza Teles Paiva
Público: 23.714 pagantes
Renda: R$ 678.111,00
Cartões Amarelos: Tinga e Patrik (Palmeiras); Leandro Castán (Corinthians)
Gol: Alessandro aos 37’/2T (Corinthians)


Palmeiras
Marcos, Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Rivaldo (Max Pardalzinho); Marcos Assunção, Márcio Araújo e Tinga (Adriano); Kléber, Dinei (Patrik) e Luan.
Técnico: Luiz Felipe Scolari.


Corinthians
Júlio César, Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Fábio Santos (Marcelo Oliveira); Ralf, Ramirez (Morais), Jucilei e Danilo; Jorge Henrique e Edno (Willian).
Técnico: Tite.

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here