Em seu segundo ano de participação na Série B, Cuiabá supera campanha do campeão de 2019 nas 10 primeiras rodadas e encorpa elenco visando acesso à elite

Com 21 pontos, o Cuiabá retomou a liderança no 10º jogo pela Série B 2020, que supera a campanha inicial do atual campeão Red Bull Bragantino, em 2019.

Em seu segundo ano de participação na segunda divisão nacional, o Dourado possui média acima de dois pontos conquistados por partida, com seis vitórias, dois empates e uma derrota. Os 70% de aproveitamento cravam a força da equipe bem organizada, que flerta atualmente com o acesso ao Brasileirão.

O Cuiabá foi conhecer a sua primeira derrota na Série B na sétima partida, contra o Vitória, em Salvador. Depois de uma sequência de seis jogos em um espaço curto de tempo, alguns jogadores considerados titulares sentiram o desgaste e ocorreram lesões, que fizeram o time cair de rendimento, ficando três jogos sem vencer (dois empates e a única derrota).

Porém, com uma semana sem jogos, o Staff do Cuiabá recuperou algumas peças para a sequência e renovou o gás do elenco nas últimas duas partidas. Foram duas vitórias para dar moral: virada para cima do CSA em Maceió e goleada por 3 a 0 contra o Oeste na Arena Pantanal.

Além dos bons números e da sequência de trabalho da comissão técnica liderada pelo experiente Marcelo Chamusca, a diretoria tratou de encorpar o elenco. Recentemente, foram contratados jogadores com passagens pela Série A, como o experiente centroavante Élton, ex-Vasco, Corinthians e Sport.

Também chegaram nas últimas semanas o lateral-esquerdo uruguaio Lucas Hernández, do Atlético-MG, o volante Luiz Gustavo e o atacante Marcinho, ambos que estavam no Goiás.

O plantel com praticamente 35 nomes, com opções experientes em todos os setores, promete ser competitivo pelo acesso até o fim da Série B, que invadirá o próximo ano, com a última rodada marcada para dia 30 de janeiro de 2021.

A hegemonia do Cuiabá em Mato Grosso, com sete títulos estaduais nos últimos nove disputados, além da vaga direta nas oitavas de final da Copa do Brasil 2020, cada vez mais traz a esperança do torcedor em ver um time do estado na Série A, depois de longos anos, desde 1986, quando o CEOV disputou.

Faltam 28 jogos para o término da Série B, muita coisa vai acontecer, mas é de encher os olhos ver um clube de uma região com pouca visibilidade no futebol nacional alçar degraus mais altos, no caso do Dourado, correntezas mais fortes.

E a próxima “pedreira” já é nesta terça-feira (22), contra o Operário-PR, em Ponta Grossa. É a luta para se manter no topo contra o algoz da final da Série C em 2018, que conquistou o título diante do Auriverde dentro da Arena Pantanal.