O Cuiabá não deu bola para os 10 desfalques que teve no jogo de ida da Copa do Brasil e venceu o Botafogo por 1 a 0 pelas oitavas de final da competição nacional. Com isso, a chance de avançar de forma inédita às quartas de final cresceu consideravelmente.

A vitória dentro do Engenhão, no Rio de Janeiro, passa o Dourado de surpresa para realidade na Copa do Brasil, pois o Dourado aumentou a crise do Alvinegro, que teve sua sede pichada e sofre críticas inacabáveis da torcida. Inclusive, a diretoria demitiu o técnico Bruno Lazaroni e fez mudanças no Departamento de Futebol.

Além disso, para a próxima partida, o técnico Marcelo Chamusca deve poder contar com mais peças. O volante Auremir e o lateral-esquerdo Romário se recuperaram de lesões e estão disponíveis. O atacante Perdigão, recém-contratado, foi regularizado e pode jogar.

São opções consideráveis, já que sete atletas do elenco já jogaram a edição 2020 por outros clubes e não podem atuar pelo Dourado: Everton Sena (machucado), Felipe Marques (machucado), Luiz Gustavo, Felipe Ferreira, Marcinho, Jenison e Elton.

Com a superação no jogo de ida, o Dourado espera a volta fortalecido, na briga por uma injeção financeira extra para a sequência da temporada. Por estar nas oitavas de final, o Cuiabá tem cota de R$ 2,6 milhões garantida. Se avançar às quartas de final, terá direito a mais R$ 3,3 milhões, o que com certeza daria um “up” no plano do acesso à Série A.

Agora, é hora do Dourado, predador que está com a presa nos dentes, saber lidar com a vantagem mínima e ter valentia para eliminar um clube da elite do futebol nacional.

Antes do duelo decisivo contra o Botafogo-RJ na próxima terça-feira (03), às 18 horas, na Arena Pantanal, o Cuiabá recebe o CRB neste sábado (31), às 21h, pela 19ª rodada da Série B.