O Campeonato Mato-grossense chegou ao fim de mais uma edição no último domingo (8), com o Luverdense conquistando o tricampeonato diante do Sinop. O Olhar Esportivo* fez a seleção dos melhores jogadores do estadual, com análise individual de cada jogador.

O campeão Luverdense dominou a lista com cinco nomes. Alfredo foi considerado o craque e Cleberson a revelação. Confira a seleção do Campeonato Mato-grossense 2016, escalada num esquema super-ofensivo, 4-3-3, com apenas um volante:

GOL - André Luís (Cuiabá) – A defesa do Dourado terminou como a melhor do campeonato.  (8 gols em 15 jogos). O arqueiro auriverde teve grande participação nestes números, realizando diversas defesas difíceis. Tomou seu primeiro gol apenas na 3ª rodada da 2ª fase, totalizando mais de 900 minutos sem ser vazado.

LD - Gabriel Passos (Luverdense) – O jovem lateral do Verdão do Norte fez bom campeonato. Seguro na defesa e confiante nas subidas ao ataque, ajudou a equipe a terminar como a segunda melhor defesa e, apesar de não ter marcado nenhum gol, auxiliava os meias e atacantes.

ZAG – Matheus Lima (Sinop) – O zagueiro do Galo do Norte foi importante na campanha do vice campeão. Foi dele o gol da virada diante do Araguaia, na semifinal.

ZAG – Luiz Otávio (Luverdense) – Além da consistência defensiva, aprovada numa final de 180 minutos e nenhum gol sofrido, o jovem zagueiro alviverde se destacou pela altura (1,94 m). Mostrou competência quando solicitado no ataque, marcando dois gols no campeonato.

LE – Matheus Leoni (Luverdense) – Com cunho mais ofensivo, o lateral esquerdo do campeão mato-grossense marcou três gols e sempre levava perigo nas subidas ao ataque.

VOL – Caio Quiroga (Luverdense) – Jogou como segundo volante durante o estadual e além da proteção à defesa, ajudava na armação da equipe. Marcou duas vezes no campeonato.

MEI – Cabralzinho (Araguaia) – Responsável por comandar os contra-ataques da equipe de Barra do Garças, o meia atacante teve participação direta na maioria dos gols da equipe e marcou três vezes no campeonato, sempre com muita velocidade, sendo um deles na semifinal diante do Sinop.

MEI – Fernandinho (Dom Bosco) – Destaque por seus dribles e golaços, o jovem foi a grande surpresa do Leão da Colina no campeonato. Muito veloz, o meia-atacante balançou as redes cinco vezes.

ATA – Uederson (Cuiabá) – Um dos mais experientes da seleção, o meia-atacante do Dourado era quase sempre o mais acionado no comando de ataque, mostrando versatilidade ao jogar tanto pela esquerda quanto pela direita. Se destacou pela força física e velocidade, tendo marcado quatro gols no campeonato.

ATA – Cleberson (Sinop) – Talvez a revelação do estadual, o atacante de 21 anos, formado no próprio Sinop, fez sua estreia apenas na quinta rodada e, mesmo assim, foi um dos responsáveis por levar o time a final. Marcou sete vezes e terminou como vice-artilheiro.

ATA – Alfredo (Luverdense) – O grande artilheiro do Mato-grossense é quem comanda o ataque da seleção. Alfredo marcou 13 gols durante o estadual e se mostrou muito decisivo.  Fez gols importantes, como na semifinal, contra o Cuiabá e contra o Sinop, no segundo jogo da final, que deu o título ao Verdão do Norte.

TÉC – Marcos Birigui (Sinop) – O experiente treinador do Galo do Norte foi um dos responsáveis pela campanha consistente da equipe. Soube trabalhar com um elenco muito jovem e conseguiu levar o time à final após 16 anos. Por pouco não conquistou seu terceiro título Mato-grossense (foi campeão com o Cacerense e Vila Aurora).

*Nomes escolhidos pelos jornalistas Jonathas Gabetel e Thiago Mattos