Olhar Esportivo - Futebol entre minorias

 

O Instituto DataFolha divulgou na semana passada, uma pesquisa com o levantamentos das torcidas e dos torcedores pelo futebol no Brasil. Alem da repercussão da longeva disputa entre Flamengo e Corinthians sobre a maior torcida, mas entre os vários números, gráficos e tabelas, e que na sua maioria não são retratados ou divulgados em outros sites e reportagens, me preocupa os que demonstram um descrédito e desgaste do futebol com a população.

Apesar de estarmos as vésperas de uma Copa do Mundo, 41% da população brasileira não tem nenhum interesse com o esporte, nem por clubes, nem por campeonatos, ou jogadores. Quase metade dos brasileiros, simplesmente não acompanham ou se envolvem com o esporte.

E entre a parcela dos mais humildes, ora com pouca escolaridade (ensino Fundamental), ora com renda baixa (famílias com até 2 salários mínimos), o desinteresse aumenta para 48%, enquanto nas famílias com renda superior a 10 salários mínimos, a ausência de interesse e envolvimento com o futebol cai para 34%, e inversamente aumenta a frequência nos estádios.

Assustadores 80% dos brasileiros não frequenta ou nunca esteve em um estádio de futebol, para acompanhar uma partida ou jogo de algum time. Apesar das cítricas aos públicos pífios e pequenos nas arquibancadas, mas são sempre as mesmas pessoas, os mesmo grupo de torcedores apoiando o clube, e infelizmente não está havendo uma renovação do publico, um interesse dos jovens em descobrir o amor e paixão por um time.

Muito alem de preço de ingressos, horários dos jogos, transmissão na TV, as dificuldades e problemas entre times e torcedores, são mais profundos e demandam uma solução mais estudiosa e metódica para que nos próximos anos, o prazer de assistir futebol não se restringir aos "sobreviventes" que ainda estiverem vivos e tentado atrair as próximas gerações.