Na próxima quarta-feira, dia 9 de setembro, o Mixto Esporte Clube faz sua estreia na 3ª edição do Campeonato Brasileiro de futebol feminino, contra o América (MG), em Belo Horizonte. A coluna especial de hoje relembra a história de Mato Grosso em competições nacionais de futebol feminino.

Copa do Brasil

Criada em 2007, a Copa do Brasil já teve a presença de quatro clubes mato-grossenses. O Mixto é o recordista de participações com cinco (2007, 2009-2011 e 2014), o Serra, do município de Tangará, competiu em 2012 e 2013, o Tangará, da mesma cidade, participou em 2008 e o Operário representou Mato Grosso em 2015.

Em 2010 o Mixto fez a melhor campanha da história do estado. As tigresas chegaram até a semifinal, quando foram eliminadas pelas campeãs do Duque de Caxias (RS). A campanha teve oito jogos, sendo quatro vitórias, dois empates e duas derrotas; 13 gols feitos e 14 sofridos.

Outro ano de destaque foi 2009, mas dessa vez pelo lado negativo. As tigresas passaram da 1ª fase ao eliminarem o Aliança (GO), porém o adversário seguinte foi o Santos (SP), clube base da seleção brasileira na época, com Marta e companhia.

O resultado foi o maior placar agregado da história da competição, 12 a 0 em Cuiabá, no Verdão, e 11 a 0 no Pacaembu, em São Paulo. Esmagadores 23 a 0 na soma das duas partidas, o consolo é que as participantes poderão dizer que disputaram contra a melhor jogadora de todos os tempos.

Campeonato Brasileiro

O Campeonato Brasileiro nasceu em 2013. Bem mais recente, a competição teve até agora apenas uma participação mato-grossense, justamente do alvi-negro da Vargas, na 1ª edição.

O Mixto não conseguiu sequer um ponto no torneio, caiu num grupo com São Francisco (BA), Caucaia (CE), Vitória (PE) e Botafogo (PB). Fez quatro partidas e perdeu todas, marcando dois gols e sofrendo 13.

Retrospecto que as meninas do Tigre, sem apoio e tendo que vender ingressos da própria partida, vão tentar mudar nesta edição.

Foto: Mixtonet.com