A iniciativa mundial pela conscientização do diagnostico precoce e tratamento do câncer de mama, é uma ótima oportunidade para ajudar, mas parece que informação e tratamento não chegam a todos.

Você sabe o que fazer para ajudar? Como incentivar que outras pessoas se comprometam? Ou mesmo para que serve a campanha?

Mas mesmo diante de monumentos pintados, praças iluminadas e adesão pelo cor de rosa a informação é precária em locais de difícil acesso e o diagnostico deixa de ser preventivo.

O câncer de mama assusta e tratamentos que não estão acessíveis a todos é uma realidade. Por isso em alguns estados além da informação e usar o cor de rosa realizam mutirões de profissionais que fazem cirurgias gratuitas para reconstrução da mama.

Venda de camisetas e outros materiais estimulam o suporte a institutos que pesquisam novos medicamentos para barretear os custos de quem busca a cura.

E Pasmem! São os homens os maiores incentivadores, já que começam dentro de casa estimulando mães, esposas e irmãs a fazer o autoexame, procurar um médico e ainda dão apoio a amiga, vítima da doença.

Uma parcela muito pequena de homens também tem câncer de mama. Coisa de 1% da população e seu diagnostico pode ser feito em exame com medico de família ou geral.

Aos desavisados saibam que ninguém adquiri câncer de mama porque tem prótese de silicone nos seios. E que 95% dos casos de diagnostico precoce tem cura com margem de 100% de sucesso.

O tratamento não é legal, principalmente para a mulher, que geralmente perde de um dos maiores símbolos femininos, os cabelos. Portanto sejam gentis ao identificar uma mulher que passa pelo tratamento.

Um sorriso, abraço apertado e até chorar junto são reconhecidos como apoio para quem esta devastada pelo diagnóstico ou amedrontada com os efeitos do tratamento.

Participe da campanha, se informe, ajude quem precisa doando o remédio mais poderoso que existe: O amor, afinal o outubro é rosa sim!

Foto: Rosilene Muller