Nos anos anteriores, era muito comum e constante o empate em várias partidas, em virtude de geralmente ambas as equipes buscarem o jogo ofensivo, mas na atual edição o Campeonato Brasileiro da Série C 2018 demonstra que a cautela, preocupação defensiva e o fator "casa" pode ser determinante para os clubes.

Em 2017, quase 37% dos jogos da 1ª Fase da Série C tiveram o empate no placar, ou seja, a cada 10 jogos, ou a cada rodada, no mínimo 3 eram empates, principalmente em 1x1 (ocorreu 36 vezes em 180 partidas), superando até o "magro" 1x0 (30 vezes).

Depois de 2ª rodada, ambos os grupos da Série C já demonstram o que deve predominar durante o restante da competição, mandantes vencendo por 1x0, e poucos jogos que visitantes consigam oportunidades para criar jogadas e perigo de gol.

Depois de 20 jogos na Terceira divisão, 75% teve o mandante vencendo a partida, e em sua maioria (9 entre 15 jogos) pelo placar mínimo de 1x0, geralmente buscando um erro ou falha do adversário, e com muita consistência na parte defensiva para não permitir a posse bola ao outro time.

O medo de errar, de correr riscos tem envolvidos quase todos os times e os poucos que tentaram algo, sofreram em campo, ao ceder espaço e oportunidades para o adversário. E ao terem a torcida ao seu lado, aparentemente os jogadores tão correspondendo ao apoio ou cobrança das arquibancadas, ao fazer prevalecer o mando de campo, pois qualquer erro mínimo durante a série C pode custar muita mais do que 3 pontos.