A primeira rodada da 2ª fase do Campeonato Mato-grossense indicou que a alta média de gols pode cair. A competição que tinha média superior a 2,8 gols por partida, teve apenas sete bolas na rede em quatro partidas (1,75 por partida).

O motivo disso foram as partidas das ‘duas melhores equipes do estado’, Cuiabá e Luverdense atuaram fora de casa e adotaram uma postura conservadora, satisfeitos com o empate desde o início dos confrontos contra União e Araguaia, respectivamente.

O resultado foram dois 0 a 0 monótonos, considerados bons pelos representantes de Mato Grosso nas Séries B e C, porém ruins para o amante de futebol. O fator positivo ficou por conta da presença dos torcedores no estádio Zeca Costa, em Barra do Garças, onde 1.070 pagantes foram apoiar o Araguaia.

Destaques

O início da 2ª fase teve um destaque individual e um coletivo. O jogador Fernandinho, do Dom Bosco, marcou dois gols na vitória por 3 a 1 do Azulão sobre o Cacerense, o primeiro deles um golaço. O meia já tem cinco tentos no estadual e completou 24 anos no último sábado (26).

O destaque coletivo está no time do Sinop, comandado pelo experiente Marcos Birigui. O Galo do Norte venceu o Operário por 2 a 1, mas o placar foi enganoso, pois o Sinop criou diversas oportunidades de gol. Caso a equipe aumente o aproveitamento das chances, vai ficar difícil parar a grata surpresa da competição.

Em entrevista ao globoesporte.com, Marcos Birigui afirmou que não esperava uma boa campanha tão rápida no Sinop e que vê semelhanças com o elenco de 2007 do Cacerense, quando ele foi campeão estadual promovendo diversos pratas da casa.

O elenco já está há sete partidas invicto e, por incrível que pareça, hoje, dia 28 de março de 2016, o Galo do Norte é a equipe a ser batida em Mato Grosso.