Cuiabá,

terça-feira, 5

de 

março

 de 

2024
.

Bolt garante mais um ouro com time do 4×100 jamaicana.

Comandado pelo fenômeno Usain Bolt, o time da Jamaica faturou mais uma medalha de ouro no Mundial de Atletismo, em Berlim. O recordista dos 100 m e dos 200 m rasos comandou a equipe campeã do revezamento 4×100 m, na tarde deste sábado, ao cravar 37s31.


O astro jamaicano foi o terceiro a correr e entregou o bastão para o compatriota Asafa Powell. No entanto, diferente das outras provas que participou, desta vez Bolt não obteve um novo recorde mundial.

Logo atrás da Jamaica, a equipe de Trinidad e Tobago faturou a medalha de prata, com 37s62, seguido pela Grã-Bretanha, com 38s02. Já o Brasil, que se classificou para a final por conta da desclassificação dos Estados Unidos, ficou apenas com o sétimo lugar, com 38s56.

Um dia depois de completar 23 anos, Bolt comemora a terceira vitória no Estádio Olímpico da capital alemã. Antes, venceu e bateu novamente o recorde mundial nos 100 e 200 m.

A única diferença para os Jogos de Pequim foi a quebra da melhor marca também no revezamento. No Mundial de Osaka, há dois anos, o americano Tyson Gay tinha ficado com as medalhas de ouro nos 100, 200 m e 4×100 m.

Para se igualar ao mito americano Jesse Owens, que deixou Hitler perplexo nos Jogos Olímpicos de 1936, na mesma Berlim, só faltou o ouro no salto em distância.

Até mesmo o americano Mike Powell, recordista mundial do salto em distância com 8m95, garantiu que o jamaicano pode superar os 9m com sua velocidade e pernas longas assim que adquirir uma técnica rudimentar.


Autor: Pedro Lima

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here