Cuiabá,

quinta-feira, 26

de 

maio

 de 

2022
.

Com um a mais e no Palestra, Palmeiras é parado pelo Sport, que comemora empate

Mesmo com um homem a mais durante todo o segundo tempo, o Palmeiras parou no Sport e não conseguiu mais do que um empate por 1 a 1 na noite desta quarta-feira, no Palestra Itália, pela Libertadores . Agora, o time paulista precisa vencer suas duas próximas partidas (contra LDU e Colo Colo), mas mesmo assim ainda vai depender do saldo de gols. O resultado foi bom mesmo para os visitantes, que empataram em pontos com o líder do Grupo 1 e estão cada vez mais perto da classificação. Magrão foi o grande destaque dos pernambucanos.
Com o resultado, o Palmeiras tem agora quatro pontos, na terceira posição do Grupo 1, empatado com a LDU, que tem saldo de gols inferior. E o Sport fica em segundo lugar, com sete pontos, também como o líder Colo Colo, que ganha no saldo.
Os próximos compromissos de paulistas e pernambucanos são contra LDU no Palestra (dia 21) e diante do Colo Colo, na Ilha do Retiro (dia 22), respectivamente. Para se classificar, o Alviverde precisa vencer esta partida e também os chilenos, na última rodada. O Leão da Ilha já garante vaga com uma vitória sobre o Colo Colo caso o Verdão vença os equatorianos. E ainda encara o time de Quito no último duelo da primeira fase, com a chance até de terminar líder.


Pênalti, empate e pecado de Wilson


A torcida do Palmeiras encontrou uma maneira especial de atrapalhar a concentração do Sport no Palestra: com apitos. Toda vez que o adversário pegava na bola, o barulho se espalhava pelo estádio. Mas parecia incomodar não só o visitante. Em campo, as duas equipes começaram cometendo erros e tendo dificuldades em dar sequência à s jogadas.


Não demorou muito para o primeiro lance importante acontecer: aos 12 minutos, o árbitro Roberto Silveira marcou pênalti a favor do Verdão, alegando que César havia tocado na bola com o braço. No entanto, ela bateu na barriga do jogador. Keirrison, sem tomar conhecimento do equívoco do juiz uruguaio, marcou para o dono da casa, aos 14 minutos.


Após sair na frente, o Palmeiras mostrou ainda mais disposição na marcação e conseguiu inibir quase todas as tentativas de ataque do Sport. Mas também não criou grandes chances. Foi um primeiro tempo de poucas oportunidades. Apesar do bom desempenho defensivo do anfitrião, o visitante conseguiu uma oportunidade e não desperdiçou.


Aos 45, veio o empate: após o chute de Durval em uma bola rifada, Wilson recebeu na pequena área e colocou para dentro. Mas o herói do time pernambucano virou vilão em poucos segundos: ao levantar a camisa para comemorar e mostrar outra com uma mensagem, ele, que já tinha um cartão amarelo, recebeu o segundo e consequentemente o vermelho. Desesperado, o jogador ainda tentou argumentar com o árbitro, mas não teve jeito: foi expulso.


Com pressão palmeirense, Magrão se destaca


Com um a mais em campo, o Palmeiras passou a pressionar ainda mais o Sport. Mas teve um problema logo no início do segundo tempo. Edmílson machucou o cotovelo direito e deixou o campo com suspeita de fratura ou luxação.


Apesar de apertar o adversário, o Verdão ainda tinha dificuldades na conclusão. E quando conseguia acertar o pé, Magrão fazia boas defesas. Aos 21, Ele espalmou uma cobrança de falta forte de Keirrison, e no rebote fez uma defesa quase impossível num chute forte de Danilo. O jogador estava impedido na segunda conclusão, mas mesmo assim o goleiro do time pernambucano não quis saber de brincadeira.


Para tentar aproveitar melhor a vantagem de ter um a mais, Vanderlei Luxemburgo fez duas modificações e colocou o time para frente com Marquinhos e Ortigoza. Fumagalli foi a novidade do Sport, no lugar de Paulo Baier, que teve atuação apagada.


Aos 33, Magrão se destacou mais uma vez ao defender um chute à queima-roupa de Ortigoza, que estava impedido. Com a ajuda do goleiro e a força da defesa, o Sport conseguiu se segurar durante toda a segunda etapa, mesmo com a desvantagem numérica.


Ao dono da casa, restou lamentar a grande chance de dar um passo importante para a classificação. Danilo ainda começou um pequeno tumulto com os jogadores do Sport, mas logo foi contido. Os pernambucanos comemoraram o empate com sabor de vitória diante dos torcedores que estiveram no Palestra

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui