Cuiabá,

quinta-feira, 29

de 

fevereiro

 de 

2024
.

Espanha vence e vai decidir a Copa do Mundo com a Holanda

Torneio na África do Sul terá um campeão inédito. Decisão acontece no próximo domingo


A Copa do Mundo de 2010 terá um vencedor inédito. A Espanha venceu a Alemanha nesta quarta-feira por 1 a 0 e carimbou a passagem para a decisão, no domingo, em Johannesburgo. A Fúria anulou as principais jogadas alemãs e vai enfrentar a Holanda na grande final. Nenhuma delas venceu o Mundial na História: o campeão do mundo, além de inédito, será o primeiro europeu a conquistar o torneio fora de seu continente.


PRIMEIRO TEMPO


Ao contrário do que encontrou ao enfrentar a Argentina nas quartas de final, a Alemanha não encontrou espaços para jogar. O que se viu no início do jogo foi uma Fúria marcando no campo de ataque, tendo a posse de bola e mandando na partida. Logo no início, o artilheiro Villa teve grande chance, mas esbarrou em Neuer.


O zagueiro Puyol foi outro a assustar de cabeça, após cobrança de escanteio. As trocas de passe envolventes não foram tão constantes como em outras partidas. Sem conseguir entrar tocando a bola, os alemães passaram a arriscar de longe. Trochowski disparou um chute de esquerda, do meio da rua, e Casillas espalmou.


No fim da primeira etapa, os alemães chiaram sem razão sobre um possível pênalti em cima de Özil. O meia recebeu passe em profundidade e esbarrou nos zagueiros. O lance foi alvo de muita reclamação dos tricampeões, mas o árbitro mandou seguir.


SEGUNDO TEMPO


Neuer voltou a salvar a Espanha em um lance que quase originou o primeiro gol do jogo. Pedro arriscou e o goleiro fez boa defesa. Na sequência, a Alemanha saiu erradamente para o jogo, os espanhóis roubaram a bola e Iniesta, após costurar os zagueiros, bateu de esquerda e por pouco não fez.


A Alemanha, letal, quase fez valer a velha máxima de que quem não faz acaba levando. Aos 23, em boa troca de passes, a bola foi cruzada da esquerda para Kroos, sozinho dentro da área, escorar e ver Casillas fazer grande defesa.


De tanto insistir a Fúria chegou ao gol. Puyol, numa linda cabeçada após cobrança de escanteio de Xavi – um gol 100% Barcelona – balançou a rede, sem chances para Neuer.


A Alemanha se lançou ao ataque e abriu espaços na defesa. Os espanhóis tiveram a chance de fechar o caixão com Pedro no fim, mas o jovem acabou desperdiçando. No entanto, os germânicos não tiveram forças para se recuperar e a Espanha, merecidamente, chegou à decisão da Copa.


FICHA TÉCNICA


ALEMANHA 0 X 1 ESPANHA

Estádio: Moses Mabhida, em Durban (AFS).
Data/hora: 6/7/2010, à s 15h30 (de Brasília).
Árbitro: Viktor Kassai (HUN).
Auxiliares: Gabor Eros (HUN) e Tibor Vamos (HUN).
Público:
Cartões amarelos:
Nenhum.
Cartões vermelhos: Nenhum.
Gols: Puyol, 27’/2ºT

ALEMANHA: Neuer, Lahm, Mertesacker, Friedrich e Boateng (Jansen, 6’/2ºT); Khedira (Mario Gómez, 35’/2ºT), Schweinsteiger, Trochowski (Kroos, 16’/2ºT), Özil e Podolski; Klose.
Técnico: Joachim Löw.

ESPANHA: Casillas, Sergio Ramos, Puyol, Piqué e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso (Marchena, 47’/2ºT), Xavi, Iniesta; Pedro (Silva, 40’/2ºT) e David Villa (Fernando Torres, 35’/2ºT).
Técnico: Vicente del Bosque.

Notícias Relacionadas

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here