Cuiabá,

terça-feira, 7

de 

dezembro

 de 

2021
.

Internacional massacra o Vasco

 A tragédia do Vasco no Brasileiro ganhou contornos definitivos na noite desta quarta-feira em Porto Alegre. Pois se ainda existem chances matemáticas para escapar da Série B em 2016, o placar de 6 a 0 – sim, seis! – imposto pelo Internacional deixou evidente que a tarefa dependerá de um milagre. O semblante carregado de Jorginho à beira do campo, a cada ocasião que o adversário marcava, transparecia a impossibilidade de mudar o triste quadro, e logo, o desânimo generalizado.

Os times, queiram crer, fizeram até um primeiro tempo equilibrado. Na realidade, o do Rio teve até maior posse de bola, mas as suas falhas habituais nos três setores, permitiram ao gaúcho marcar duas vezes. Aos 10 minutos, a zaga, incluindo Jordi, ficou olhando Ernando subir e escorar de cabeça: 1 a 0. O Vasco conduzia o jogo até as proximidades da área adversária, e não encontrava solução para definir. Aos 39, Eduardo Sasha concluiu autêntica linha de passe rasteira pelo meio: 2 a 0.

A única oportunidade do Vasco surgiu aos 43, mas só ocorreu por conta de uma trapalhada da retaguarda colorada. A bola caiu nos pés de Christianno, que tentou encobrir Muriel, fora da baliza, e o fez de forma bisonha, batendo para fora.

No intervalo, Jorginho trocou Serginho e Andrezinho respectivamente por Bruno Ferreira e Riascos, para quem sabe dar força ofensiva ao time. Inútil. Aos sete, Lisandro Lopez tirou Christianno do lance com um puxão e enfiou 3 a 0. Pois é. Nem as arbitragens colaboram.

O gol desnorteou o Vasco de vez. Na sequência, Valdivia acertou um belo chute de fora da área no ângulo direito: 4 a 0. Aos 17, William cruzou e Nílton acertou de primeira, à esquerda: 5 a 0. Visando impedir um desastre ainda maior, Lucas entrou no lugar de Rafael Silva. Nos acréscimos, Lisandro Lopez, de cabeça, enfiou 6 a 0.

Será que Eurico Miranda continuará dizendo que é proibido falar de rebaixamento em São Januário?

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui