Cuiabá,

domingo, 24

de 

outubro

 de 

2021
.

INTERVIR NA FMF? Mixto e Ope podem ‘acabar’ definitivamente

PINHEIRO, PRESIDENTE DO MIXTO: ORIONE DITADOR E TRAMA PARA PREJUDICAR OS DOIS TIMES ‘CUIABANOS’

A derrota anunciada do Mixto para o Luverdense (3 a 1) é apenas o pano de abertura do polêmico futebol de Mato Grosso do campeonato deste ano. Rebaixado para a Segundona, e com o Mandado de Garantia com pedido de Efeito Suspensivo para paralisar o Campeonato, negado pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da FMF João Vicente Scaravelli, o Mixto Esporte Clube defende uma intervenção na Federação Mato-grossense de Futebol.


– “Estão prejudicando o Mixto e o Operário, as duas maiores e mais tradicionais equipes de Mato Grosso. A quem isso interessaria? Não vamos permitir que o futebol mato-grossense seja enterrado assim”, bradou o presidente mixtense Júlio Pinheiro, chamando Carlos Orione de “o ditador”.


Nesta quinta-feira, em pauta agendada, o Pleno do TJD vai apreciar o recurso do Mixto, que recorreu da decisão da primeira câmara de auditores, tomada na última terça (17), mas, de ante-mão, Scaravelli já aponta falhas nas petições do alvinegro cuiabano. Sem dar maiores detalhes, o presidente do TJD falou inicialmente sobre o mandado de garantia, negado no sábado. “Não sabia o mandado de garantia, o efeito suspensivo”, disse


O Operário, que também perdeu 6 pontos por utilizar atletas irregulares, pode perder mais 6 pelos mesmos motivos. Em ação ajuizada pelo Palmeiras, o Tricolor é denunciado por uso de jogadores irregulares. Nesta quarta-feira o Operário pode ser rebaixado para a Segunda Divisão, o que decretaria o fim do futebol profissional de clubes em Cuiabá.


Por: MARCIA PEDROSO


Fonte: Reportagem/Especil para a AFP

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui