Cuiabá,

terça-feira, 28

de 

setembro

 de 

2021
.

No top 13 do Brasil, Dudu Cuiabano quer fechar 2021 entre os dez melhores do país

O jovem atleta compete na categoria 12 anos e, entre 264 tenistas de todo o país, conseguiu se colocar entre os principais no ranking da Confederação Brasileira de Tênis

Com 11 anos de idade, Dudu Cuiabano embarca para a II Copa Orthopride de Tênis, de 16 a 19 de setembro, válida pelo Circuito Nacional Infanto-Juvenil da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). A competição será disputada no Novo Rio Country Clube, no Rio de Janeiro (RJ). O jovem tenista ocupa o 13º lugar no ranking nacional da CBT, e vai em busca de melhorar seus números para entrar no top 10 da categoria até o fim deste ano.

Após a II Copa Orthopride de Tênis,  ele terá pela frente a Taroii Juniors Cup, de 27 de setembro a 03 de outubro, no Itamirim Clube de Campo, em Itajaí (SC). Em seguida, o jovem tenista irá competir no Torneio Gaspar, de 07 a 10 de outubro, no Guarani Esporte Clube, em Blumenau (SC).

Meu espírito de competição está forte e estou bastante confiante. Recentemente voltei de um torneio em São Paulo, onde tive partidas difíceis e ganhei experiência. Desde então, treinei bastante focado em aperfeiçoar técnicas para os próximos torneios. O que reforçou ainda mais minha confiança e expectativa para obter novos resultados”, conta Livas Eduardo Damazio, o ‘Dudu Cuiabano’.

Junior Martins

Apesar da pouca idade, Dudu Cuiabano já sabe o que deseja para a vida adulta, e vai em busca da realização do sonho de ser tenista profissional. Diante disso, ele enfrenta todos os obstáculos comuns aos jovens com o mesmo objetivo, assim como enfrenta desafios extras de quem não reside nas grandes praças do tênis.

Nossa logística provoca maior gasto financeiro. Isso se traduz em participar de menos torneios por ano por falta de recursos e então conquistar menos pontos para o ranking. Também há certo desgaste físico maior em viagens de cerca de dois mil quilômetros, como ir até Itajaí-SC ou Porto Alegre-RS. Ainda assim, mesmo diante desse cenário, ele não fica para trás. Compete de igual numa categoria acima da idade. Ele possui 11 anos e joga contra meninos de 12 anos. Isso é muito significativo nessa faixa etária”, explica o treinador do pequeno tenista e profissional de educação física, Livas Tarcilio Damazio.

Dudu Cuiabano disputou 11 nacionais neste ano, tendo conquistado três troféus de vice-campeão e alcançado a fase quartas de final em outras três oportunidades. Os resultados renderam 356 pontos e colocou o menino, atualmente, na 13ª posição do ranking nacional infanto-juvenil da CBT. Além disso, entre os treze tenistas melhor ranqueados, apenas ele e mais um possuem 11 anos de idade, enquanto todos os demais são garotos de 12 anos.

A meta é de fechar 2021 no top dez. Neste ano, em alguns momentos, ele já oscilou para dentro do top dez. O que nos fez cogitar ampliar essa meta e buscar posições mais altas. Portanto, temos estudado uma estratégia que nos permita reajustar a meta para cima. Ele tem mais três torneios nas próximas semanas e estamos confiantes. O apoio de mais patrocinadores nos ajudaria na elaboração da estratégia”, diz o segundo treinador e irmão, Pedro Victor Damazio.

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui