A chuva e o gramado encharcado do estádio Dutrinha não conseguiram afugentar os futuros guerreiros do Cuiabá Arsenal, que compareceram ao Try Out 2015. Cerca de 75 atletas desafiaram os próprios limites para fazer parte da equipe que busca retomar o título de Campeã Brasileira de Futebol Americano neste ano. Para não perder tempo, os novatos já começam a treinar no dia 28 de fevereiro, às 15h30, no Sesi Cristo Rei em Várzea Grande. Para quem perdeu a seletiva ou atletas acima de 90 quilos que queiram entrar para o esporte, o time dará uma segunda chance. A nova ‘peneira’ está marcada para o dia 07 de março, às 8h, no Sesi Cristo Rei.  

 
Disposição, vontade e muita garra não faltaram durante a seletiva, e se com sol as 11 provas já são um tanto duras, correr na chuva realmente foi desafiador. Até mesmo para o estudante de Engenharia Elétrica, Gabriel Figueiredo, de 19 anos. Alto e magro, Gabriel fez o melhor tempo justamente na prova de corrida. “Dei uma patinada, mas até que foi tranquilo”, afirmou. Ele já é atleta do Rugby, mas se diz apaixonado pelo Futebol Americano. “Desde que conheci o Cuiabá Arsenal, há cerca de três anos, venho acompanhando de perto a equipe. Quero vestir esta camisa o mais breve possível”.
 
O guard, Otávio Alves, que entrou para o time no ano passado, depois de passar pelo try out, hoje é titular absoluto. Para ele, o FA é uma experiência de vida que ensina a não desistir facilmente das coisas e sempre tentar melhorar. “Muitos chegam aqui pensando que vão competir com os outros candidatos, no entanto, eles estão competindo consigo mesmos. Não somos concorrentes, somos companheiros de equipe”, pontua.
 
E se a palavra de honra era superação, o engenheiro civil André Luiz Costa, de 39 anos, mostrou que tem condições de disputar vaga com os atletas mais jovens. Competitivo, André quis ser testado e aprovou o try out. “Já joguei de tudo, principalmente esportes coletivos. Conheço e entendo as regras do FA. Se tiver a oportunidade, quero jogar sim”, garantiu.
 
Mais do que peneirar atletas, a seletiva do Arsenal tem como objetivo avaliar perfis. Como no esporte as posições são bem variadas e exigem habilidades diferentes, os atletas também podem ter características distintas, dependendo do peso, altura ou condicionamento físico. “É claro que força de vontade também é determinante para garantir um lugar no time”, afirma o presidente do Arsenal, Paulo Cesar Ribeiro.
 
Segundo ele, apesar das adversidades do clima, o try out, mais uma vez, foi um sucesso. “Ver o esforço de todos estes atletas não tem preço, é uma felicidade para todos nós que sabemos o quanto fazer parte desta equipe é gratificante”. De acordo com ele, a escolha do Dutrinha como palco para o evento foi uma forma de permitir a quem está chegando o gosto de estar no gramado onde o Arsenal comemorou vitórias inesquecíveis.
 
“Tenho certeza de que estes jovens têm muito a acrescentar na equipe e farão parte, a partir de agora, da família Arsenal”. Ribeiro evidenciou, ainda, a participação das famílias dos jogadores nas arquibancadas vendo o esforço e torcendo de perto por seus atletas. “Este é o espírito do Arsenal. Todos os nossos jogos são voltados para as famílias que têm nas partidas de FA um ambiente de respeito e um entretenimento saudável”.
 
Na tarde deste domingo, os jogadores veteranos e os participantes do try out se reuniram na Unic para realizar a primeira reunião de apresentação da equipe. Durante o encontro, os futuros jogadores puderam conhecer os princípios que movem o Arsenal e ouvir um pouco sobre as características do esporte. O presidente aproveitou o momento para desafiar os novatos a vestir a camisa e lutar até o fim para colocar o time novamente no pódio. Os atletas vibraram com a proposta. “Não há nada que segure nossa equipe em 2015. Vamos buscar títulos e fazer nosso dever de casa”, concluiu. 
 

Por: Assessoria Cuiaba Arsenal