Representantes dos Institutos Federais de Goiás, Mato Grosso do Sul, Goiano, Mato Grosso e Brasília fizeram nesta terça-feira (04) uma visita técnica em três espaços esportivos de Cuiabá, que este ano será uma das sedes regionais dos Jogos Nacionais dos Institutos Federais (JIFs).

A competição é promovida pelo Conif (Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica) com o apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC) e tem como objetivo estimular a prática esportiva e a integração entre alunos e professores. A comissão esteve no Complexo Dom Aquino e nos Ginásios Verdinho e Quilombo.

“Neste primeiro momento estamos analisando e definindo questões de logística como transporte e hotelaria”, explicou o coordenador geral do Fórum de Pró-Reitores de Extensão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Forproext), Giano Luís Copetti.

Os jogos contemplam as modalidades de futebol de campo (apenas masculino), basquetebol, futsal, handebol, voleibol e vôlei de areia. As individuais são atletismo, natação, tênis de mesa, xadrez e judô. Na Capital, os jogos estão previstos para o período de 12 a 16 de outubro.

“Para nós será uma alegria poder contribuir e receber a todos. Desde que foi revitalizado o Complexo Dom Aquino vem mudando a realidade esportiva de Cuiabá, se tornando referência para a realização de eventos municipais e estaduais”, destacou o diretor de Esportes da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Luiz Arthur Ribeiro.

Além de Cuiabá, também sediarão os jogos Porto Velho (Norte), Natal (Nordeste), Cuiabá (Centro-Oeste), Campos dos Goytacazes (Sudeste) e Blumenau (Sul). Os vencedores de cada região participarão da disputa nacional que envolverá cerca de mil atletas, nas categorias feminino e masculino, entre os dias 12 e 15 de novembro em Goiânia.

“A principal preocupação é adequar o número de competições aos espaços físicos. Pelo que vimos os locais apresentados são bons e serão bem utilizados”, disse o professor de Educação Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, Guilherme Pupatto.

Foto: Tcheló Figueiredo

Por: Redação