Foto: Divulgação / Redes sociais SECEL


Com o objetivo de apoiar entidades que realizam ações sociais esportivas em Mato Grosso, a Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) promove a segunda edição do edital Pontos de Esporte e Lazer. A proposta é beneficiar 40 instituições do Estado com o fomento de R$ 30 mil para cada uma delas.

As organizações interessadas em receber o recurso devem ter, pelo menos, dois anos de atividades comprovadas, com ações que possibilitem aos participantes o contato esportivo nas diversas modalidades. A inscrição será feita via sistema e o prazo estará aberto assim que o edital for divulgado.

Essa é uma forma sistemática de atender projetos sociais e ajudar pessoas que já fazem muito pela nossa sociedade. O objetivo é apoiar essas entidades a atenderem ainda mais a nossa população”, afirmou o secretário adjunto de Esporte e Lazer da Secel, Jefferson Carvalho Neves.

O primeiro Pontos de Esporte e Lazer beneficiou 25 entidades, com prêmios de R$ 15 mil para cada. Desta vez, o valor do recurso foi dobrado, assim como a quantidade de organizações aumentou.

Por conta de o projeto ter sido bem avaliado e muito eficiente, o governador aprovou um valor quase três vezes maior para esse edital. Agora, ao invés de R$ 370 mil, o governo vai investir R$ 1 milhão e duzentos mil no total, dividido em 40 instituições”, explicou o secretário.

Para o secretário de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, Beto Dois a Um, a ação é uma das políticas mais importantes da Secretaria, pois vai de encontro às necessidades de coletivos, equipes e pessoas que fazem do esporte um fator de transformação social.

É uma mistura interessante de projetos sociais onde o esporte é a construção principal. A versão anterior do Pontos de Esporte e Lazer foi um pouco mais tímida, mas funcionou muito bem. Então, o governador Mauro Mendes entendeu a importância da iniciativa. A Secel está preparando para os próximos dias uma edição potencializada no valor e na quantidade de instituições contempladas pelos recursos”, destacou.

O benefício vai contemplar entidades de todas as regiões de Mato Grosso, sendo 60% delas do interior do Estado. O foco é que o apoio seja um instrumento de efetivação do direito ao esporte e ao lazer, principalmente em comunidades em situações de vulnerabilidade.

 

Por: Gabriel Barros e Pedro Lima / Olhar Esportivo