Cuiabá,

quarta-feira, 1

de 

dezembro

 de 

2021
.

Paulão critica a arbitragem após dois gols anulados de forma polêmica contra o Bahia

Dourado balançou a rede duas vezes no primeiro tempo, com um impedimento milimétrico assinalado e uma falta polêmica de Jenison observada pelo árbitro

O Cuiabá empatou em 0 a 0 diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, mas o placar poderia ter sido diferente. Superior ao Tricolor de Aço no primeiro tempo, o Dourado balançou a rede adversária duas vezes, mas os gols foram anulados. No fim da partida, o zagueiro Paulão lamentou os dois pontos que não vieram e protestou contra a atuação do árbitro Raphael Claus.

O primeiro tento marcado pelo Auriverde saiu dos pés de Rafael Gava. Ele recebeu de Felipe Marques dentro da área e bateu de primeira para vencer o goleiro Danilo Fernandes. Porém, Felipe estava impedido milimetricamente no início da jogada. A irregularidade foi marcada em campo e confirmada pelo VAR.

Em seguida, Jenison colocou a bola no fundo do gol, de cabeça, mas Claus assinalou falta do centroavante no lateral do Bahia, Nino Paraíba, para revolta dos jogadores do Dourado.

Caso conquistasse a vitória, o Cuiabá iria a 45 pontos conquistados, abrindo nove de vantagem para o primeiro time dentro do Z4, o próprio Bahia. Com o empate, a equipe Auriverde somou 43 pontos na 11ª colocação, deixando o Tricolor com 37, em 17º lugar.

Poderia ter sido melhor se não fosse a arbitragem. É muito complicado, a gente vem aqui faz dois gols claros, dois gols que mostraram a força do Cuiabá no primeiro tempo, onde a voz do Claus nos interrompe a chegar aos 45 pontos hoje. Nós sabemos que ele é o árbitro, ele nem foi no VAR, já que ele tinha dúvida na marcação. A gente sabe que isso é muito difícil, a equipe do Bahia não tem nada a ver”, afirmou o zagueiro Paulão.

Nós viemos aqui fazer o nosso trabalho, conseguimos um resultado positivo, mas foi tirado da nossa boca o gostinho doce da vitória. Mas temos mais 4 jogos importantes, vamos lutar pela permanência, sabemos que o resultado de hoje nos levaria a 45 pontos, mas estamos vivos na competição e vamos brigar por isso”, finalizou.

Até o fim do Brasileirão, o Dourado encara: Palmeiras (c) Athletico-PR (f), Fortaleza (c), Santos (f). Dos confrontos que restam, três são diretos na briga contra o Z4, todos fora de casa.

 

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui