Cuiabá,

terça-feira, 30

de 

novembro

 de 

2021
.

Por vacilo celeste, jogo com Deportivo Quito passa a ser decisivo

O Cruzeiro esperava chegar ao jogo contra o Deportivo Quito, nesta quarta-feira, à s 19h30, no Mineirão, já classificado para as oitavas-de-final e garantido no primeiro lugar do grupo 5. Mas o empate cedido ao time equatoriano, fora de casa, nos descontos, em 25 de fevereiro, mudou essa história e tornou decisivo o segundo confronto entre os dois clubes.
“O objetivo era estar com uma pontuação maior. Sofremos lá, aos 46 min, o gol de empate. Seriam dois pontos que nos dariam uma condição melhor. Na Argentina uma série de fatores acabou influenciando o resultado”, afirmou o técnico Adilson Batista, referindo-se aos dois dos cinco jogos da fase de grupos em que o Cruzeiro perdeu pontos.


Além dos dois, que deixou de ganhar em Quito, quando vencia até os 46 minutos do segundo tempo e o Deportivo empatou com Caicedo, o Cruzeiro foi goleado em La Plata, pelo Estudiantes por 4 a 0. Naquele jogo, a delegação celeste chegou atrasada ao estádio, o jogo teve seu início retardado em 40 minutos e o time iniciou a partida sem se aquecer direito.


Apesar de ser favorito, por ocupar o 1º lugar da sua chave, com 10 pontos, e atuar no Mineirão, onde ostenta invencibilidade de 19 jogos – 17 vitórias e dois empates -, que já dura desde setembro do ano passado, o Cruzeiro está proibido de errar. Uma inesperada derrota para o Deportivo Quito, terceiro colocado, com oito pontos, poderá significar o fim do sonho do título da Libertadores para a equipe de Adilson Batista.


Esse é o entendimento dos jogadores do Cruzeiro e até mesmo do técnico Adilson Batista, que não querem depender do resultado de outro jogo e trabalham com a possibilidade de o Estudiantes, vice-líder, com nove pontos, vencer o Universitario de Sucre, lanterna e já desclassificado, com apenas um, na Bolívia. Desta forma, o time argentino chegaria a 12 pontos.


O empate com o Deportivo Quito garante a classificação, mas não a primeira colocação, pois levaria o Cruzeiro a 11 e dependeria do resultado do Estudiantes. “Temos a obrigação de vencer para terminar em primeiro, porque acho que o Estudiantes vai fazer um jogo duro e vencer lá em Sucre”, comentou Adilson Batista.


Se depender do técnico do Deportivo Quito, o argentino Rubén Darío Insúa o Cruzeiro terá dificuldades para confirmar sua classificação. Ele disse que sua equipe não ficará acuada, apenas se defendendo. “É um jogo difícil e muito importante, pela última rodada do grupo, e que decide a classificação. Teremos de jogar com inteligência, com agressividade no ataque, e marcar para recuperar a posse de bola”, observou.


Em Belo Horizonte, desde segunda-feira, o Deportivo Quito vem de vitória sobre o Deportivo Cuenca, por 1 a 0. Nessa partida, o meia Luis Fernando Saritama, articulador das jogadas ofensivas da equipe, sofreu uma contusão muscular na coxa direita, e é dúvida. Se ele não puder atuar, deverá ser substituído por Nicolás Asencio.


O time equatoriano terá dois desfalques. O goleiro titular Geovanny Ibarra, que foi expulso na vitória sobre o Universitario de Sucre, por 3 a 1, cumprirá suspensão e será substituído por Bonard Garcia. O lateral-direito Franklin Corozo, que se contundiu na partida contra o time boliviano, dará vaga a Pedro Esterilla.


Pelo lado do Cruzeiro, Adilson Batista, que nunca antecipa a escalação, deverá colocar todos os titulares que estão em condições de jogo pela importância da partida. Kléber, artilheiro do time na temporada com 13 gols, dois deles na Libertadores, volta à equipe, depois de cumprir dois jogos de suspensão e, curiosamente, reencontrará o árbitro paraguaio Carlos Amarilla, que o expulsou em sua estreia pelo Cruzeiro, contra o Estudiantes. Na ocasião, o atacante se disse perseguido pelo juiz.


O zagueiro Thiago Heleno, que sofreu entorse no tornozelo esquerdo, no treino da última segunda-feira, é dúvida para o jogo decisivo, mas foi relacionado entre os 20 chamados por Adilson. No ataque, Thiago Ribeiro, que entrou na vitória sobre o Ituiutaba, por 2 a 1, domingo passado, que confirmou a vaga na decisão do Estadual contra o rival Atlético, a partir de domingo que vem, deve começar jogando. “Foi um bom teste para ver que estou bem, não senti nada e estou preparado para entrar em campo”, disse.


CRUZEIRO x DEPORTIVO QUITO


Data: 22/04/2009 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Transmissão na TV: Sportv
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Emigdio Ruiz (PAR) e Milciades Saldivar (PAR)


Cruzeiro
Fábio; Jonathan, Leonardo Silva, Thiago Heleno (Leo Fortunato) e Gérson Magrão; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires e Wagner; Thiago Ribeiro e Kléber
Técnico: Adilson Batista


Deportivo Quito
Bonnar García; Pedro Esterilla, Giovanny Caicedo, Luis Checa e Isaac Mina; Edwin Tenorio, Oswaldo Minda, Luis Saritama (Nicolás Asencio) e Mauricio Donoso; Leider Preciado e Jhonny Baldeón

Notícias Relacionadas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui